Roteiro pela Tailândia - Bangkok e ilhas Phi Phi

16:27

Para as leitoras mais atentas nas outras redes sociais é fácil saberem que estive na Ásia pela altura do Natal e Ano Novo. O pai vive em Macau e eu e a mãe aproveitámos para fazer um Natal diferente, assim como a passagem de ano e, ir para o outro lado do mundo! Estivemos em Macau, Tailândia e Hong Kong. E hoje o que vos trago aqui é um pequeno roteiro dos lugares por onde andei na Tailândia.


Como estávamos os três em Macau, o voo foi feito pela Air Asia, do aeroporto de Macau para o aeroporto de Bangkok e durou cerca de 2,5h. A moeda na Tailândia são os bahts, em que 40 bahts equivalem, mais ou menos, a 1€.

A nossa viagem começava com 3 dias a visitar Bangkok.
Ficámos alojados no Nouvo City Hotel, um 4 estrelas com uma decoração moderna, confortável, limpo (atenção que na ásia as classificações dos hotéis nem sempre correspondem ao requisito “limpo”) e com uma enorme variedade de comidas ocidentais e asiáticas ao pequeno-almoço. Este hotel fica na zona da Khaosan (uma das ruas mais conhecidas da cidade) e perto da zona dos templos imperdíveis. Como já chegamos da parte da tarde a Bangkok, nesse dia apenas aproveitamos para ver as ruas mais próximas do hotel. 


No dia seguinte fomos visitar o Grande Palácio e o Wat Pho. Como o antigo rei da Tailândia, Bhumibol Adulyadej, faleceu em outubro de 2016 e o luto dura um ano, durante estes dias vimos milhares de pessoas vindas dos vários pontos do país prestar contínuas homenagens ao rei, portanto digo-vos que foi um bocadinho confuso andar por estas zonas da cidade. No entanto valeu a pena a vista, aqueles templos são muito vistosos, ricos em adornos, com muitos revestimentos dourados e em pedras preciosa e, sobretudo, muito diferente de tudo o que temos cá! O bilhete para entrada custa cerca de 12€. Como alerta refiro que para entrar nos templos há “dress code” e temos que nos descalçar sugiro-vos que levem um par de meias extra bem como calças ou vestidos compridos e nada de decotes ou ombros à mostra.


Para almoçar optámos pelos restaurantes típicos mas que também têm certas comidas ocidentais, como massas ou hambúrgueres e muita fruta, perto da Khaosan. Durante a tarde embrenhámo-nos pelas ruas observando o dia a dia das pessoas naquela cidade gigantesca e cheia de contrastes, conhecendo o comércio tradicional e no final do dia fomos aproveitar uma das especialidades do país: a massagem! Optei por massagens não relaxantes e por isso doeu um bocadinho mas os meus músculos agradeceram e no final soube super bem, estávamos renovados e prontos para o dia seguinte!

No terceiro dia fomos para a zona de Siam, uma área mais nova da cidade, com shoppings ultra modernos e cheios de coisas giras; estivemos numa área composta por um triângulo comercial,  composto por vários edifícios e cada um deles com a sua “especialidade”: lojas de luxo, lojas mais trendy ou cadeias mundiais, eles chamam-se Siam Paragon, Siam Discovery e Central World Plaza. É um centro enorme que tem tudo, desde o mais caro ao mais acessível!
Após este “banho de shoppings” fomos para a rua, onde nos esperava um calor abrasador, conhecer toda aquela zona mais moderna da cidade.



O dia seguinte, foi apenas para dar mais umas voltinhas pelas ruas e antes de apanhar o avião para Krabi e depois o barco até às Ilhas Ko Phi Phi Don, ou seja, saímos de Bangkok a meio da manhã e só chegámos perto das 20h a Long Beach.



As ilhas Ko Phi Phi são um dos locais mais bonitos (de praia e beleza natural)  onde já estive. Principalmente as ilhas que estão mais protegidas, onde não é possível ficar hospedado, como a Maya Bay. Nós ficámos alojados na zona de Long Beach, uma zona mais calma das ilhas Phi Phi e não nos arrependemos nada. Aqui pudemos usufruir de 3 dias super calmos de águas mornas, transparentes, calor e “dolce far niente”. Escolhemos o Paradise Resort como alojamento que é sossegado, limpo e confortável.
Sempre que queríamos ir para a confusão, apanhávamos o barco e em menos de 10 minutos estávamos na vila, uma zona de IMENSOS restaurantes, bares, lojas e … turistas (muitos brasileiros e italianos), mas que, no nosso entender, não é bonita, para além de ser mais suja e confusa. Nesta zona, assim como em Bangkok, muitos dos restaurantes são de comida asiática, mas também servem carne grelhada, pizzas, hambúrgueres e massas.
Nos dois primeiros dias que passámos na ilha, foi sempre a descansar na praia e apanhar sol. Nunca tinha ido para a praia no nosso inverno e digo-vos que me soube mesmo muito bem! Já tinha saudades de estar de “papo para o ar a apanhar sol”, coisa que adoro fazer!



No terceiro dia, saídos cedo do resort e fomos fazer um passeio de barco pelas ilhas Phi Phi Leh que são protegidas (onde é necessário pagar cerca de 150 bahts/pessoa para “pôr o pé na ilha” , para além do valor do barco, claro). Foi MARAVILHOSO! Começámos por Maya Bay, a ilha onde foi gravado o filme “A Praia”, com Leonardo DiCaprio em 2000 – não o vi por lá mas também não procurei muito hehe. Como é das ilhas que atrai mais turistas, convém ir cedo. Aqui, ao contrário dos outros dias, fomos recebidos com o céu azul, o que potencializou ainda mais a cor da água, que tem uma temperatura ótima, não é excessivamente quente e não custa nada entrar. Depois também passamos pela Monkey Beach, uma ilha onde existem milhares de macaquinhos que estão logo junto ao mar para nos receber e, se estivermos distraídos, eles até ficam com os nossos pertences ahah Passámos também pela Viking Cave, uma gruta que tem pintura rupestres, aqui apenas tirámos fotos dentro do barco e seguimos para a Bamboo Island, onde pudemos fazer snorkel para ver peixinhos lindos e estar deitados na areia durante uns minutos, porque depois começou a aproximar-se uma nuvem negra e por causa do barco, tivemos que ir embora… 

Nestas zonas as praias são mesmo um paraíso, como vemos nos filmes! A areia fininha e clara, assim como as águas transparentes e as pedras montanhosas perfeitamente enquadradas na paisagem.


No dia seguinte, regressamos a Krabi e fomos conhecer Krabi Town, uma das zonas mais feias onde estive, por não ter nada de interessante e diferente para ver (claro que me refiro tendo em conta os meus gostos e à parte do centro, não à outra zona das praias, como Railay Beach, que não tivemos oportunidade de ir…). Neste dia, visitamos as ruas próximas do hotel, junto ao rio e fomos ver um templo, onde me cruzei com duas crianças budistas e não resisti a pedir para tirarmos uma foto!

O ultimo dia foi essencialmente em viagem:  fomos para o aeroporto para apanhar o avião para Bangkok e depois outro voo para Macau e assim terminou a nossa viagem pela Tailândia!

Posso confessar-vos que não sou a maior fã das cidades da Ásia – excepção para Hong Kong, que adoro - por outro lado fiquei apaixonada pelas praias, pelo calor, pelas belezas naturais e por aquelas águas transparentes e mornas do índico!

Podem também seguir o blogue no Facebook e no Instagram!

Podem Gostar De...

4 comentários

  1. As fotos estão lindíssimas e dá vontade ir já a voar para lá! ;)
    Boa semana!
    Beijinho
    Cris

    www.lima-limao.pt

    ResponderEliminar
  2. Fui acompanhando através do Instagram e amo cada foto da tua viagem!!!

    ResponderEliminar
  3. Tudo tão bonito! Mas as praias são de cortar a respiração :)

    http://atmosphere.pt

    ResponderEliminar
  4. Adorei as fotos. Este ano quero muito ir à Tailândia :D

    ResponderEliminar